Festa do Divino Espírito Santo


O culto do Divino Espírito Santo é muito procurado e são oferecidas sopas às pessoas mais pobres da freguesia e pelos convidados dos imperadores. As sopas são constituídas por sopas de pão e carne de vaca, massa sovada e arroz doce. Além das sopas, são oferecidas a todas as pessoas que desejam e passam na freguesia rosquilhas cozinhadas pelas pessoas da freguesia. É o único local da ilha que oferece as rosquilhas, em que esta tradição tem origem no vulcão do Cabeço do Fogo.

Além disso, os estatutos do império tem uma característica particular de permitir que todas as pessoas que residam ou venham residir para a freguesia têm a possibilidade de escolher pertencer à Irmandade do Divino Espírito Santo.

 

 


Festa de São Pedro


A festa de São Pedro é celebrada a 29 de Junho na Fajã onde é realizado uma festa nocturna com um baile.


Festa de Nossa Senhora da Penha de França


A festa de Nossa Senhora de Penha de França é celebrada a 8 de Setembro na Fajã, no local da Cerca numa capela construída por um navegador da Madalena da ilha do pico, José Nunes Silveira em 1687. O culto a Nossa Senhora da Penha de França inicia-se com a descoberta da sua imagem no areal da Fajã. Segundo os habitantes mais antigos da freguesia, a população local encontrou a imagem acidentalmente e desde então celebram o culto à Nossa Senhora de Penha de França. Segundo os relatos conhecidos, a imagem têm origem Gaulesa e foi lançada ao mar para protegê-la dos saques que ocorreram às igrejas nos séculos XVI e XVII em França.

 


Festa de Nossa Senhora das Dores


A festa da padroeira da freguesia, Nossa Senhora das Dores, é celebrada no domingo seguinte ao dia 15 de Setembro, onde existe a igreja paroquial construída em 1961, após a destruição da anterior pelo Vulcão dos Capelinhos. Esta tinha sido erguida em 1797, que por sua vez substituiu a que fora destruída pelo Vulcão do Cabeço do Fogo.

Weather data OK.
Fayal
21 °C
JSN Epic template designed by JoomlaShine.com